O Snapchat é banal

TeroVesalainen / Pixabay

Mas se é banal, por quê participar?

Essa é a conclusão do Leandro Herrera (e minha também), sobre o Snapchat:

“Eu posso não gostar do Snapchat como usuário, isso é problema meu. Mas como um profissional num mundo digital, eu simplesmente não posso ignorar que mais de 100 milhões de pessoas estão escolhendo esse meio para se expressar, diariamente. E tem mais: no mundo em que vivemos, nada permanece no mesmo lugar.”

Recomendo a leitura do artigo “Eu não gosto do Snapchat”, de Leandro Herrera aqui: https://goo.gl/Ic5MGw

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *